Entrevistas « Agile Way
26 de Janeiro de 2010

A difícil tarefa de aceitar um erro

Há algum tempo atrás eu postei um review de um artigo publicado pela revista Fast Company em que abordava como um grupo de economistas estava usando a gestão dos processos empíricos para salvar o mundo da pobreza, fome e miséria.

Neste mês (janeiro) a revista Wired destacou em sua capa como a nós devemos aprender com nossos erros e porque eles são importantes.

Há um artigo bem interessante sobre como a neurociência explica nossa incapacidade de lidar com as falhas. Continue lendo »

18 de Janeiro de 2010

Nokia N-Gage: um case de fracasso

Quando pensamos em Nokia, logo pensamos em celulares confiáveis, robustos e de alto padrão de qualidade. De fato, a empresa continua sendo uma das preferidas do público no mundo todo. Mesmo com o advento do iPhone, a joint-venture da Sony com a Ericsson, a reinvenção da Motorola e a entrada de outras empresas como Dell, HTC, entre outras.

É uma empresa admirada no mundo ágil por ser uma das grandes a implantarem o Scrum. O “Nokia test” é usado até hoje para empresas verificarem se estão aplicando o Scrum ou um Agilefall ou Scrumbut.

Mas, como veremos neste post, nem uma empresa admirada como essa está imune a erros. E quando eu falo de erro, pensem na forma mais pejorativa. Pensem em um ralo sugando dinheiro. Pensem em algo que conseguiu manchar a imagem da empresa.

N-gage - www.agileway.com.brPensem no N-Gage.

Continue lendo »

2 de Dezembro de 2009

AgileDay em Porto Alegre – Como foi

Dia 1/12/09 ocorreu o AgileDay em Porto Alegre, no auditório da Faculdade de Informática da PUCRS. A edição trouxe nomes conhecidos no mundo agile aqui do Brasil, o que engrandeceu o evento.

agileday Porto Alegre - www.agileway.com.br

Confira aqui um review (completão) do que aconteceu no evento! Continue lendo »

13 de Novembro de 2009

Uma boa reflexão

Este é um artigo do Phillip Calçado. Vale a pena a leitura.

Continue lendo »

16 de Setembro de 2009

Você é bonzinho demais?

Empresas onde opiniões não são escutadas são as campeãs em admissão de funcionários bonzinhos. Aqueles que concordam com tudo, batem palmas, não questionam… este vídeo do Max Gehringer é bastante divertido. E serve como uma reflexão: “Será que temos algumas características de bonzinho?”.