Agile Way
8 de Abril de 2013

Trabalhar demais não fará você rico

Uma das frases mais famosas do cinema praticamente não foi falada no filme em questão. Você já deve ter assistido ao filme “O Iluminado“, de 1980, em que o ator Jack Nicholson encarna um pai de família que aceita o trabalho de passar o inverno em um hotel gigante, só com a esposa e o filho pequeno. E, logicamente, tudo dá errado.

O personagem é um escritor. E ele acredita que aquele período de férias seria ótimo para que ele pudesse escrever o seu livro. Ao invés disso, ele escreve aquela que é uma das frases mais conhecidas do filme:

“All work and no play makes jack a dull boy”

Numa tradução livre, “só trabalho sem diversão faz Jack um menino estúpido”. O termo “dull” tem uma série de traduções, todos pejorativos. Escolha o que achar melhor.

Apesar de ser um filme sem nenhuma pretensão sobre empreendedorismo, essa frase a cada dia que passa demonstra que faz parte da realidade das empresas e startups. Seria Stanley Kubrick (diretor do filme) um gênio e visionário até nisso?

Continue lendo »

22 de Março de 2013

Como lidar com seus clientes

Uma das maiores dificuldade que enfrentamos no mundo de TI é conseguir demonstrar para os clientes (normalmente leigos) que um projeto de natureza criativa é complexo de ser realizado.

Um dos grandes desafios que existem é exatamente conseguir mostrar que as coisas não são fáceis. Por pior que possa parecer, sempre há uma solução. Eu aprendi algumas técnicas, na marra, e queria compartilhar com vocês.

Continue lendo »

13 de Março de 2013

Quanto vale uma ideia?

Toda startup começa a partir de uma ideia.

Geralmente é uma ideia revolucionária, que ninguém pensou antes e que irá mudar o mundo. É uma ideia tão revolucionária, que a maioria dos empreendedores a guarda com um carinho especial, quase como um pai que mima o seu filho. Não revela pra ninguém, com medo de ser copiado. Muitas pessoas chegam a criar contratos e obrigam amigos e conhecidos a assiná-los, para que não divulguem a sua ideia.

Pois eu vou dizer uma coisa. Essa sua ideia genial e revolucionária não vale NADA.

Continue lendo »

4 de Fevereiro de 2013

Quando um cliente não vale a pena

Nos últimos meses estamos enfrentando o desafio de conciliar novos trabalhos (serviços), a expansão de novas funcionalidades para o nosso produto (Bicharia) e a manutenção de antigos clientes.

Parece ótimo, certo? Mas chega aquele momento em que os antigos clientes, aqueles que acreditaram em ti no começo de tudo, precisam começar a ser deixados de lado. Eis o dilema de decidir quando um cliente não vale mais a pena de ser atendido.

Continue lendo »

8 de Janeiro de 2013

Seis horas de trabalho por dia

O Brasil, por lei, decretou que a jornada de trabalho é de 40 horas por semana, ou 8 horas por dia. Pelo menos é o que as empresas seguem há tempos. Até pouco tempo atrás, eram 44 horas semanais.

Ou seja, o brasileiro passa um terço do seu dia no trabalho, isso sem somarmos o período do deslocamento!

As vezes não temos noção real do que isso significa. Porém, existe uma história muito bacana sobre o impacto positivo da redução da jornada do trabalho para 6 horas. Conheça a história da jornada de trabalho de seis horas, criada pela Kellog’s, em meados do século passado.

Continue lendo »